3 de mar de 2014

Atualidades: Crise na Ucrânia

Atualidades? Ucrânia????

Bom gente, o que acontece é que, depois de muitas vidas pensando e meditando se isso ia dar certo, resolvi realizar um desejo antigo e começar uma sessão de atualidades no Muggle World. Porque acho que política, apesar de parecer algo chato e totalmente distante de nós, é super importante no nosso dia-dia, e acho que todos deveríamos largar o chat do Facebook um minutinho pra prestar atenção no que acontece no Brasil e no mundo.

Flags-of-the-World-tree

Mas, por outro lado, sei que os jornais, tanto na TV quanto impressos, muitas vezes usam uma linguagem bem complicada de entender. As vezes os editores se esquecem que estão falando com pessoas normais, e não com PHD’s de Harvard. Por isso, essa sessão vai servir pra “traduzir” as notícias para uma linguagem mais fácil.

Talvez você encontre temas sobre os quais não entende muito bem; talvez você se sinta como se estivesse na escola e feche esse post depois do primeiro parágrafo. Mas confie em mim: você vai ficar culto & se divertir ao mesmo tempo. Só tente não dormir.

OBS: boatos de que ler só as linhas grifadas em vermelho serve como resumão do post para preguiçosos \o/






Bom, pra esse fevereiro que passou, escolhi um tema que ainda está bombando: os conflitos na Ucrânia.
Antes, é útil você saber que a Ucrânia é um país que fica lá no Leste Europeu, pertinho da Rússia (olhe o verde no mapa). Por isso, quando ouvir falar em Leste Europeu, ou Europa Oriental, pense logo nos países mais gelados da Europa.

Ucrania na Europa


E os países de lá não são apenas os mais gelados, como também são os menos desenvolvidos economicamente: esqueça o glamour de Inglaterra, França e Alemanha (os países da Europa Ocidental); os países do leste possuem, basicamente, indústrias para a exploração de minérios e petróleo, ou seja, nada das indústrias modernas e altamente tecnológicas que encontramos no resto da Europa.

EUROPA ORIENTAL: Rússia, Ucrânia, Geórgia, Uzbequistão, entre outros (a maioria é da ex-URSS) 
EUROPA OCIDENTAL: Alemanha, França, Inglaterra, Espanha, Portugal, Itália, entre outros (a maioria é membro da União Europeia, uma associação comercial entre países europeus)



Esse relativo “atraso” ocorre por uma série de fatores, e um deles é que grande maioria dos países do leste fizeram parte da União Soviética (URSS), uma união de repúblicas socialistas que perdurou de 1917 até a década de 1990.
Por estarem numa economia socialista, os países da URSS demoraram mais a se modernizar do que os da Europa Ocidental. Além disso, a URSS era super “fechada dentro de si mesma”, e não mantinha muitas relações com os países ocidentais.

Acontece que, quando a União Soviética acabou, os países membros se separaram uns dos outros, constituindo o que hoje conhecemos como Ucrânia, Geórgia, Rússia, etc. O maior destes países é a Rússia, e esta ainda exerce uma grande influência sobre os outros países da ex-URSS, incluindo a Ucrânia.

Assim, mesmo com o fim da URSS, a Rússia ainda é totalmente “anti-ocidente”, e por isso, os russos não querem que as ex-repúblicas soviéticas se aproximem da União Europeia. A Rússia quer, na verdade, continuar mandando e desmandando nesses países.

sochi-russia-7feb14-open




E é aí que entramos, de fato, na crise ucraniana: grande parte da população ucraniana quer ter mais relações com a Europa Ocidental e ingressar na União Europeia. Por quê? Porque, como todos nós sabemos, a Europa Ocidental é extramemente mais desenvolvida (a verdadeira cara da riqueza).  E a Ucrânia também quer compartilhar toda essa prosperidade.

sede da união europeia



Em novembro do ano passado, a Ucrânia quase chegou a assinar um acordo com a União Europeia, mas a Rússia, obviamente, não curtiu a ideia. Por isso, os russos ameaçaram parar de dar apoio financeiro aos ucranianos, de modo que o ex-presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, desistiu do acordo com os ocidentais e continuou ao lado dos russos.

Diante disso, a parte da população ucraniana que é pró-Ocidente saiu às ruas para protestar. Os protestos começaram pacíficos, mas após algum tempo se tornaram mais violentos, ocorrendo várias mortes de manifestantes em embates com a polícia ucraniana.
Finalmente, após vários meses de protestos e devido à forte pressão da opinião pública nacional (e internacional), o presidente Viktor Yanukovych foi deposto no fim de fevereiro.

protestos-ucrania



Em seu lugar, assumiu o presidente interino Oleksander Turchinov (lindos nomes nesse post!), e novas eleições estão marcadas para maio. Turchinov é de inclinação pró-ocidente, e assim, pretende fazer esforços para se integrar à União Europeia.
Final feliz, certo? Ainda não.



ucrania_v4A questão é que algumas partes da Ucrânia são a favor da Rússia, e NÃO querem se integrar à União Europeia. Isso acontece porque há muitas pessoas que, apesar de serem ucranianas e morarem na Ucrânia, falam russo e adotam a cultura russa (veja no mapa ao lado).

Um dos lugares com maior número de pessoas pró-Rússia é a Crimeia, e é aí que o pau está quebrando mais, por assim dizer.

Assim, nesse momento, a Ucrânia está dividida entre aqueles que são pró-União Europeia, e aqueles que são pró-Rússia. Apesar de o ex-presidente Yanukovych ter sido derrubado, os embates entre essas duas “frentes” continuam, e por isso diz-se que o país corre o risco de entrar numa guerra civil.



Além disso, existe a possibilidade de a Rússia invadir a Ucrânia para evitar essa aproximação com a União Europeia.

E com essa zona toda, os EUA também entraram na bagaça, e obviamente, são super a favor de um governo ucraniano pró-Ocidente e anti-Rússia (lembram da Guerra Fria, com o embate EUA x URSS? A rixinha EUA x Rússia foi o que sobrou).

Por tudo isso, o conflito na Ucrânia não diz respeito apenas ao próprio país, mas traz consigo mais um monte de assuntos e problemas que podem atingir o mundo todo.

piadinha Putin-Obama





Update (24/03): Como não poderia deixar de ser, muita coisa mudou desde o dia em que escrevi este post.

Lembra da Crimeia? Bom, a população do lugar, que é pró-Rússia em sua maioria, realizou na última semana um referendo, no qual a Crimeia decidiu se separar da Ucrânia e se integrar à Rússia. Por isso, agora a Crimeia é território russo.

A separação foi fortemente apoiada pela Rússia (óbvio), mas amplamente condenada por EUA e União Europeia. Assim, como resposta às ações da Rússia, o Ocidente está impondo algumas sanções econômicas aos russos, para tentar "persuadi-los" a não anexar a Crimeia; no entanto, essas sanções são relativamente "fracas" e não estão fazendo nem cosquinha no presidente russo Vladimir Putin.

Então, tudo indica que a Crimeia se consolidará como território russo, e a Ucrânia terá que aceitar perder a região. Afinal, a alternativa a isso seria invadir a Rússia, o que desencadearia uma guerra de proporções muito grandes, tendo o envolvimento não só de Rússia e Ucrânia, mas também de EUA e Europa Ocidental. Tipo uma "terceira guerra mundial". E ninguém em sã consciência quer uma coisa dessas.




Depois dessa post gigante que está mais para aula de História/Geografia, espero que vocês tenham entendido e gostado do tema (provavelmente não, mas ok HAHAHA). A partir de agora, quando ouvirem algo sobre a Ucrânia no noticiário, parem pra assistir e veja como tudo vai fazer mais sentido. Smiley piscando

Mandem o feedback aí. E se vocês não conseguiram ler tudo, falem também. SÉRIO. Só por favor não fiquem tipo “ai que legal” se você não leu nem dois parágrafos.

E se você já manja muito de política internacional e achou esse post bem “quinta-série”, essa era a ideia mesmo. O que não te impede de discutir o assunto em alto nível, right?

29 comentários:

Pedro Ruiz disse...

Ótimo post! Não costumo assistir nem ler jornal e esse post explicou de maneira simples e eficaz que zona é essa que está rolando.
Se você quer uma opinião sobre se continua ou não com esse tipo de post, continua sim, garanto que (pelo menos eu) vou ler sempre que possível.

ps. Li o post inteiro e fiz questão de reler só as partes em vermelho, realmente é um belo resumo.

ps 2. dava pra grifar em vermelho que o presidente Yanukovych foi deposto.

Igor disse...

Ai que legal Carol... kkk'
Falando sério agora, excelente post, você enumerou praticamente todas as causas do conflito (senão todas.. EUA envolvido né, fico sempre com o pé atrás). Como tu disse foi simples, mas claro e objetivo, diferente dos noticiários por aí, ficou bem descontraída a forma como tu escreveu isso é bom, não deu preguiça de ler até o fim. Vou frequentar mais vezes teu blog, agora tenho mais tempo. haha'

Anônimo disse...

Nossa adorei a linguagem simplória para descrever o assunto, facilita o entendimento. E o post ficou bem interessante para adquirir noções a respeito.

Carol Oliveira disse...

Pedro Ruiz: Faz sentido grifar a deposição do Yanukovych, bem lembrado!
Em sua homenagem, reescrevi o parágrafo pra não ficar com overdose de vermelho haha o/

Pedro Ruiz disse...

;-) Estamos aí pra isso. hehe

Ana Chamilete disse...

Nossa, post super informativo e detalhado! :) Um beijão e até mais.

www.queridaga.com

Flávia disse...

Já havia entendido esse assunto através de posts de outros sites que tinha lido, porém o seu post funcionou como um resumão de ideias que ajudou bastante.

Thoughts-little-princess.blogspot.com

Criticando por aí - Caroline disse...

Carol, de verdade, curti pra caramba o post! Isso sim é propagar cultura que realmente interessa! E eu estava super boiando com esse assunto, pois é dificil você entender quando os jornais não fazem um resumão, etc. Agora eu entendo e posso dizer que sou a favor da união com a União Europeia! SIM AO PROGRESSO! HAHAHA


Beijos,
Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

Thamiris Nunes disse...

Olá, tudo bom?
Saquei... mas querendo ou não, a Ucrânia é uma grande produtora de petróleo, ela só não se vira pra união europeia por que guerra com a Russia é a última coisa que ela quer. rs
Passando pra retribuir sua visita!
Volte sempre <3
| Blog Espinha Punk ! | Facebook | Twitter | Instagram |

Anônimo disse...

Oi, Carol.Gostei muito! Eu não estava entendendo nada sobre o assunto, mas agora, depois de ler o seu post, poderei ver os jornais em paz!Nairim

Thami disse...

Super adorei o estilo do post ser assim, era o que estava faltando mesmo. E só por ter "world" no nome do blog, acho super justo fazer posts sobre essas coisas que estão rolando de uma forma mais simples e que resuma tudo em um só post. E podem não levar muito a sério o conflito na Ucrânia, mas foi como você disse, com certeza pode atingir o mundo todo e o povo só vai perceber quando já estiver em cima e não vai dar tempo de fazer mais nada. Preciso deixar um breve comentário que: Eu tinha um colega de sala que era da Ucrânia, ele era super simpático, porém um pouco metido (porém lindo também).

Bitocas!
www.likeparadise.com.br

Kamyla Valentim disse...

Adorei o post, é sempre bom ficar informada! =))))
Beeeeijos!

http://makecharme.blogspot.com.br/

Andressa Martins disse...

Não consigo entender NADA do que os tele jornais falam, de verdade. Entendi bem melhor no post, assim como na escola. Eu não manjo da política internacional, mas me interessei sim em saber mais.

Beijos,
http://diariodasquatro.blogspot.com.br/

Fernanda Zucolotto disse...

CAROLESSS, DE NOVO NÃO FOI TEU COMENTÁRIO INTEIRO #CHORANDO :( Divide em partes da próxima vez, ta? KKKKKKKK único jeito, sorry! Olha molier, fiquei sabendo que foi teu aniversário de 18 aninhuuuus e vim te dar um parabéns bem dado, desejar que tudo que tu sempre desejou na tua vida se torne realidade e que vc vire uma grande jornalista, muito chic e formada na USP com sucesso, ok? OK! Então... finalmente agora você já vai tirar carta e vai poder vir dar umas voltas aqui pra Viradouro, lembrar os velhos tempos q
Se quiser lembrar os velhos tempos é só escrever um comentário de 70 linhas e ficar interagindo em 3, sdds Cla :( Mas enfim, chega de balela, vamos AO POST!!!!!!
Então, eu vi a inbox que tu me deixou e NÃO, ISSO NÃO FICOU PARECIDO COM UMA AULA DE HISTÓRIA. Na verdade, queria estar estudando isso em história, aí eu nem precisava ir pras aulas, já que consegui entender tudo com seu post. Vamos combinar que atualidade é uma coisa séria e que atualmente, confirmado por pesquisas dos vestibulares do Brasil todo, a maioria dos erros dos jovens nas provas são relacionados a isso. Ok que muitos jovens não dão a mínima pra isso, mas falta também informação pra quem quer entender. Por exemplo, eu pego um jornal nacional pra ver, meu vocabulário é bom, mas é capaz que eu não entenda uma grande parte do que eu tenho que entender pra poder desenvolver o acontecimento todo na cabeça e poder montar certinho sabe? LI O POST TODO, ALIÁS, porém, eu acho muito válido continuar grifando as partes mais importantes como um resumão. Como vc pode ver, muita gente realmente interessada nesse assunto procurou o teu blog, então continue falando sobre isso e fazendo posts desse estilo pq eu sempre vou amar ler assim como seus leitores fieis que te amam tanto mesmo vc abandonando a gente constantemente KKKKKKKKKK ILY <3
E só pra constar, Ucrânia pró-União Europeia sempre, sou a favor da revolução e da melhoria para desenvolvimento de todas as nações e com essa super duper hiper explicação, me deu medo de acabar virando coisa mais séria, AI QUANDO OS EUA SE ENVOLVE NÉ? Não é brincadeira xenti HU3
Amei o post, de verdade e vou esperar os próximossss. Beijinhooos Caks!

www.meianoiteequinze.com.br

Sabrina Alcantara disse...

Então, eu ainda não aprendi nem metade disso na escola então ficou BEM complicado pra mim, mas um dia eu vou aprender isso, vou voltar nesse post e comentar algo útil u.u
Beijos amiga pisciana O/ \O
http://teenworld23.blogspot.com.br/

Paloma Viricio disse...

Olá Carol! Eu curti a postagem e apoio que esse quadro continue aqui no seu blog. O que você falou é muito interessante e faz todo o sentido, a política geralmente é chata de ser entendida porque os noticiários complicam tudo...deveriam facilitar o entendimento e aprendizado das pessoas, mas geralmente isso não torna-se um interesse porque a maioria das pessoas no nosso país é meio que preguiçosa para isso. Por isso, que blogs como o seu tem papel primordial para serem os "filtros" (como dizíamos na faculdade) dos noticiários. Quando a toda essa confusão que se desenrola eu só espero que consigam entrar em um acordo sem agressão ou muitas mortes...o povo tem que parar de brigar tanto nesse mundo.
Beijos!
Monólogo de Julieta.

Cris disse...

Eu curti o post porque eu não fazia ideia do que estava acontecendo, só sabia que alguém tava cortando não sei o que pra Ucrânia e lá tava cheio de manifestações rs E tipo, porque não divide a ucrânia em dois países e ai todo mundo fica feliz? Não é mais fácil do que deixar ter uma Guerra Civil e morrer uma pancada de gente?
Bem, curti a ideia do post, eu não entendo nada dos jornais, principalmente porque pego o bonde andando rs
Beijos! =**

Camilla ♥ disse...

Eu sou TEAM MOTHER RUSSIA! E os EUA sempre metendo o bedelho onde não são chamados... além disso, caso a Ucrânia vá mesmo para a UE, vai entrar em crise financeira, enquanto com a Rússia ela tem todo o apoio o governo russo.

Beijos! http://sugar-dance.org/blog

MahPessoa disse...

Adorei o post, me ajudou a entender muita coisa, porque eu nao entendia quando via falar sobre isso na tv e tals. Ficou bem melhor de entender agora!
bjs
blogtrashrock.blogspot.com

Mary disse...

Aula de História e Geografia mesmo... mas eu sempre fui péssima nessas duas matérias e mesmo assim consegui ler o post todo! Ponto pra mim :P
Meu pai é formado em Ciência Política, então é quase obcecado pelo tema, daí que eu tenha horror a política e seus "derivados".
Aqui, em Portugal, moram muitos refugiados e emigrantes da Ucrânia. Então, dá para imaginar o clima que se vive por aqui, em alguns lugares.
Beijinhos

Camila Lima disse...

Menina parabéns pelo post, super completo e bem informado
Beijos
http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

Luly disse...

ADOREI o post e acho muito legal você trazer esse tipo de informação de forma simples assim, é legal principalmente pra quem vai fazer vestibular e Enem e precisa estar atualizado de TUDO!

Fernando disse...

Oi carol
Essa crise na Ucrânia me preocupa pela tensão entre os Estados Unidos e a Rússia. O Ruim é que essa questão ainda está longe de um consenso.
Primeira vez que venho aqui
Espero voltar :)
quando puder visite meu blog.
bjs
Blog Fernu Fala II

Laura Bianca disse...

Pior que é assim mesmo, política é sempre meio chatinho, e a linguagem que eles usam não colabora. Quando a gente vê sobre isso nem presta atenção, eu por exemplo, não estava sabendo de crise na Ucrânia não, e achava que o fim da URSS tinha ficado no passado, e não tinha ideia de que a Rússia acha que a união ainda existe em termos.♥

Juliana disse...

Eu tava com preguiça de ler e ia comentar alguma besteira, mas falei pra mim mesma: Pára, leia porque você não sabe o que está acontecendo na Ucrânia, apesar que PENSAR que sabe! kkkkkkkk
Primeiro: Obrigada, o post ficou maravilhoso e muito gostoso de se ler, apesar de grande. A leitura ficou divertida e fluida, frases pequenas, parágrafos curtos e resumidos, mas que falavam TUDO! Adorei!
Agora eu sei o que está acontecendo. Antes tinha apenas especulações xDD

Super beijo! Continue com essa categoria :)

http://www.umcafeeumamor.com.br

Desbravadores de Livros disse...

Sinceramente, eu amei o tema e a postagem. Tenho acompanhado de perto o que está acontecendo, até porque é utilidade pública. Uma guerra pode explodir a qualquer momento.
Gostei bastante da forma que você explicou.

M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista

Dayane disse...

Esse post, foi realmente uma aula de história, eu adorei, você conseguiu explicar tudo tão simples e nada cansativo, quero mais posts assim viu? ^;^
Clique aqui e concorra a ganhar qualquer produto da loja Sammy Dress no valor de até 15 dólares!
Beijinhos
You Tube
Instagram
Facebook do blog
conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

Yuu disse...

Thumbs up para o post informativo! Adorei a ideia, Carol, e adorei o post. O Muggle World sempre traz cultura útil. Confesso que tive preguiça de procurar notícias sobre o conflito da Ucrânia, e também ultimamente ando fugindo de notícias ruins para não ficar deprimida. Mas de vez em quando abro o aplicativo da BBC para ler as manchetes; isso acaba sendo mais forte do que eu.

Eu, pessoalmente, gostei do post. Fui lendo, lendo, lendo e cheguei inesperadamente ao final. Ficou descontraído e organizado. Parabéns! Apoio mais postagens desse tipo. :)

Beijinhos.

Bruna Alcântara disse...

Que ideia genial! O seu post ficou super completo e não ficou cansativo! É sempre bom trazer assuntos diferentes e pode apostar nessa categoria que vai dar certo sim :D
http://www.brunaalcantara.com/